Enxoval de Bebê


enxoval de bebêEnxoval de Bebê: O que comprar?

Uma das delícias da maternidade é imaginar como seu bebê será. Sonhar com a cor dos olhos, dos cabelos, com o sorriso e o abraço. E começar a planejar o quarto, os móveis, todas as adaptações que serão necessárias a casa e a rotina, e o mais excitante de todos: o enxoval do bebê.

Diante de uma enorme gama de opções e variedades de produtos que muitas vezes você nem imagina para que sirvam, é comum que muitas mães de primeira viagem fiquem confusas e acabem esquecendo-se de comprar algo fundamental, e comprando outras coisas que podem não ser tão úteis assim.

Em geral, é possível encontrar listas na internet que auxiliam com a compra dos materiais necessários para os cuidados do bebê. No entanto, deve-se sempre levar em consideração a sua região e a época do ano em que o parto acontecerá. Lembre-se sempre que bebês crescem muito rápido, então a chance de perder roupinhas e sapatos sem utilizar é grande.

A lista de enxoval de bebê completa deve incluir:

  • Itens de Higiene: Serão aos mais utilizados no início dos cuidados com o bebê, e possivelmente precisarão ser repostos conforme a necessidade, mas a princípio é recomendável ter: 12 fraldas de pano (para forrar superfícies e para enxugar os recém nascidos), 6 fraldinhas de boca, 8 pacotes de fraldas descartáveis RN/P (essa quantidade pode variar de acordo com o tamanho do bebê ao nascer), 2 pacotes de algodão, fita adesiva, caixas de lenços umedecidos, pomadas para assaduras, hastes flexíveis de algodão, frasco de álcool 70% para limpeza do umbigo, cortador ou tesourinha de pontas arredondadas e pinça.
  • Para a hora do banho: 4 toalhas de banho com capuz de tecido macio, sabonete neutro (líquido ou em barra), xampu neutro, condicionador, esponja macia para o banho do bebê
    óleo para bebê, jogo de escova e pente, banheira, saboneteira e talco.
  • Acessórios importantes: 4 mamadeiras, 6 cabides, termômetro para medir a temperatura do bebê, trocador macio, prato adequado para papinhas, jogo de talheres para bebê, chupetas prendedores de chupetas, porta-chupeta, esterilizador de mamadeiras e chupetas e kit de escovas para limpeza das mamadeiras.
  • Itens para passeio: cadeirinha de bebê para transporte no carro, carrinho, trocador portátil, sling ou canguru e bolsas (preferencialmente, uma grande e uma pequena).
  • Itens para o quarto: berço, colchão, protetor de colchão, lixeira para fraldas, lembrancinha da maternidade para as visitas, almofada para amamentar, 2 mantas leves, cobertor, trocador, garrafa térmica (para manter a água aquecida ao trocar o bebê) e travesseiros.
  • Roupas para o bebê: 5 bodys com mangas curtas, 5 bodys com mangas longas, 8 calças com ou sem pé, 5 macacões manga comprida, 2 casaquinhos, 5 pares de meias.
  • Para a mamãe: 1 par de concha de silicone (para amamentação), 2 caixas de absorvente de algodão para os seios, 3 sutiãs de amamentação, 2 cintas ou calcinhas altas, pomada para cicatrização dos seios.                Como primeira necessidade, alguns itens desta lista podem ser descartados e deixados para serem adquiridos conforme o bebê for crescendo. O importante é organizar o enxoval do bebê para que os primeiros dias sejam mais simples, com todos os itens a disposição e sem maiores preocupações para os pais, que poderão curtir esse momento com toda a intensidade que a ocasião merece.

Vale a pena fazer o enxoval do bebê em Miami?

Planejar o enxoval do bebê é uma das fases mais queridas pelas futuras mamães! São tantos modelos de roupinhas, sapatinhos minúsculos e combinações de cores que irão deixar qualquer uma encantada. Por isso, muitas mães planejam realizar a compra de seu enxoval em Miami, paraíso de compras de muitos brasileiros, com a promessa de pagar menos de um terço do preço nos mesmos produtos que são vendidos aqui no Brasil.

Mas com a alta do dólar, será que obter o que compra ainda está valendo a pena? Quem possui experiência com esse tipo de compra garante que sim. Itens como cadeirinha para carro, carrinho de bebê e bebê conforto costumam ser muito caros no Brasil, e realmente são itens que valem a pena serem comprados no exterior. Aparelhos eletrônicos como termômetros, aspirador nasal, babá eletrônica e bomba de leite elétrica também possuem preços bem diferenciados.

No entanto é importante que os pais façam as contas e coloquem no papel todas as despesas da viagem: passagens aéreas, aluguel de carros, táxi, alimentação, seguro viagem e hospedagem. Prefira viajar na baixa temporada e fique de olho nas inúmeras promoções oferecidas, conseqüência também da alta do dólar, já que muitas pessoas preferem mudar seu destino de viagem para países que utilizem outras moedas.

Outra dica é consultar empresas no Brasil e nos Estados Unidos que trabalham com consultoria de compras com foco em montar enxoval para bebês. Considerar a contratação de uma dessas empresas pode ser uma boa idéia para poupar tempo e dinheiro durante a estadia em Miami. Com esta ajuda, uma compra que seria realizada em cerca de quatro ou cinco dias pode ser reduzida para apenas dois.

Pesquisar quais lojas serão visitadas também é fundamental. É recomendável elaborar uma lista do que se deseja comprar, e onde será comprado, e essa pesquisa pode ser feita pela internet ou através de indicações de conhecidos. Ao acessar o site das lojas desejadas muitas oferecem cupons de desconto para imprimir e utilizar no momento da compra. Este é um hábito muito comum nos Estados Unidos, e os descontos podem chegar a 60%. Alguns shoppings também oferecem um livro de descontos, que você compra e dentro dele há vários cupons para ser utilizados em diferentes estabelecimentos.

Procure também comprar o máximo de itens possíveis no mesmo local. As lojas e os outlets de Miami costumam ser enormes, e bem cansativos, principalmente para mães que já estejam grávidas. E tome cuidado para não se deslumbrar diante de tantas novidades e acabar comprando itens desnecessários.

lista de enxoval de bebêA orientação dada aos futuros pais em geral, é que para compensar os custos com a viagem, o ideal é comprar tudo que o bebê irá precisar pelo menos até completar 1 ano de vida.   Na volta das compras para o enxoval do bebê, é preciso ter muita atenção ao peso máximo das bagagens, determinado por cada companhia aérea. Também é importante retirar todos os cabides e etiquetas das roupas, para não correr o risco de ser tarifado no aeroporto, e também é preciso guardar todas as notas fiscais de compra, caso sejam exigidas.

Como montar um enxoval de bebê econômico

A notícia da chegada de um bebê na família é sempre repleta de emoção e ansiedade. Imaginar cada detalhe do enxoval do bebê ira o sono de pais e mães, que muitas vezes ficam perdidos diante de tantas novidades e necessidades de alguém que anda nem conhecem.

Contudo, é necessário que as novas mamães não se deixem levar pela empolgação, para que não cometam excessos na compra dos produtos desejados. É preciso lembrar que os bebês crescem muito rápido, e podem perder roupas e sapatos que ainda nem foram utilizados.

O ideal é economizar para as primeiras compras do enxoval do bebê, e depois ir comprando o que mais for sendo necessário de maneira gradual, conforme a criança for se desenvolvendo. Confira algumas dicas para economizar nas compras e garantir que não falte nenhum item importante:

  • Faça pesquisas com amigos e familiares que já tiveram filhos, sobre quais os itens de extrema importância para um enxoval. Na internet também é possível encontrar várias listas e blogs de mães que compartilham suas experiências. Isso é importante para que ao sair para as compras, você saiba exatamente do que precisa e não corra o risco de cair no papo de algum vendedor ou se deslumbrar com a variedade de opções;
  • Aparelhos eletrônicos podem não ser tão necessários assim. Só compre se estiver convicta de que irá precisar deles, e se couber no seu orçamento;
  • Cuidado ao fazer estoque de fraldas. Alguns bebês podem apresentar alergias á determinada marca, ou nascerem muito pequenos ou muito grandes, e assim o risco de ter pacotes de fraldas encalhados no armário é grande;
  • Adicione alguns produtos do enxoval à sua lista do chá de bebê;
  • Considere o custo benefício de cada compra. Algumas roupas podem ser muito baratas, mas pouco resistentes. Como serão roupinhas que precisarão ser lavadas com bastante freqüência, avalie se vale a pena pagar um pouco mais em uma peça de maior qualidade.
  • Compre as roupinhas de acordo com a estação do ano em que o bebê irá nascer. Depois, você poderá comprar mais roupas, já que os itens de primeira necessidade estarão todos comprados.
  • Estipule um orçamento e faça bastante pesquisas. O pagamento a vista também é o mais indicado, porque ao parcelar você acaba comprometendo sua renda nos próximos meses, e interferindo nos prováveis gastos que você terá com o passar do tempo;
  • Avalie a necessidade imediata de cada produto. O ideal para o conforto da mãe é comprar itens que serão usados até os seis meses, para evitar as saídas para fazer compras levando junto uma criança pequena. Por isso, mamadeiras e sapatos podem ser comprados mais tarde.

Muitos itens disponíveis no mercado são realmente atraentes, e com certeza legais de se possuir, facilitando algumas rotinas e decorando o ambiente. No entanto, há muitos produtos extremamente comerciais que só irão tirar o seu dinheiro. Fique bem atenta ao decidir o que levar para casa ao montar o enxoval do bebê, para que não haja desperdício desnecessário e o produto fique encalhado.

Enxoval de bebê para o inverno

Ao se pensar nos itens que devem ser comprados para o enxoval do bebê, é de extrema importância levar em consideração a estação do ano em que ele nascerá assim como o clima do local de nascimento.

Como no Brasil as estações do ano não são bem definidas e podem ocorrer mudanças bruscas na temperatura dentro do intervalo de uma semana apenas, é recomendado que as peças a serem compradas sejam calculadas de acordo com os meses do ano. Se o bebê nascer no meio do inverno, irá precisar de peças quentes, mas como logo após esse período a tendência é esquentar, então os itens mais leves também devem ser considerados.

É importante saber que durante os primeiros meses, os bebês precisam de muitas trocas de roupas, porque tendem a sujar muitas fraldas, e conseqüentemente acabam sujando trocadores, roupinhas e fraldas de pano. O ideal é calcular uma boa quantidade, para que as roupas possam ser lavadas e secas sem que nada falte ao bebê.

Como eles crescem muito rápido, não se deve apostar em peças muito sofisticadas para o enxoval do bebê logo no início, porque com certeza eles acabarão perdendo-as rapidamente, e podem nem mesmo chegar a usá-las. Estas peças costumam ser em geral, mais caras também.

Quanto a utilização de cobertores e mantas pesadas para dormir, não é recomendado pelos especialistas o uso em crianças muito pequenas. Então, se o frio de sua região for muito intenso, invista em camadas de roupas mais quentes, de materiais que isolem o calor. Uma opção muito utilizada principalmente nos Estados Unidos, mas pouco conhecida no Brasil, é o uso de sacos de dormir para bebês. Eles o manterão aquecido e sem o perigo de sufocamento que as mantas e cobertores podem causar.

Quanto aos itens de vestuário recomendados para o frio, invista em: body de manga comprida, calça de moletom, camiseta de manga comprida, macacão inteiro de plush de manga comprida, casaquinho de lã, jaqueta, meias, toucas, luvas, manta de algodão, xale de lã e toalha de banho com capuz. Uma boa dica é adquirir vários macacões com pé, porque mesmo se a meia cair com os movimentos do recém-nascido, seus pés permanecerão aquecidos.

Possuir uma bolsa de água quente é recomendável para manter o bebê aquecido nos dias mais frios, e também para aliviar as cólicas, que com a baixa temperatura podem se intensificar. Procure por uma bolsa que seja pequena, e possa deixar o bebê o mais confortável possível. Uma dica, é não verifica a temperatura dos bebês através das mãos ou dos pés, porque como são extremidades, geralmente tendem a ser mais frias. O abdômen é a região do corpo mais certa para se fazer o teste, neste caso.

Por fim, mesmo que o clima e as estações do ano sejam pensadas no momento de fazer o enxoval do bebê, é possível que faça muito calor no inverno ou muito frio no verão. De qualquer maneira, invista em peças de meia estação também, assim você estará preparada para qualquer situação.

Enxoval de bebê para o verão

Vivemos em um país tropical, e por isso muitas regiões sofrem com o calor intenso durante o ano todo, mas especialmente no verão. Por isso, muitas mães de primeira viagem podem se sentir confusas ao decidir montar o enxoval do bebê que tanto anseiam.

Primeiramente, há uma crença de que os bebês sentem mais frio do que as demais pessoas, e que por isso, devem ficar mais agasalhados. Isso não é verdade, e eles sentem tanto calor ou frio como nós. Para testar a temperatura do bebê, verifique sempre o calor de seu abdômen, e nunca os pés ou mãos, que geralmente ficam mais frios mesmo.

As peças essenciais para se ter em casa, devem contemplar pelo menos os 3 primeiros meses do bebê. Veja como será a temperatura da sua região durante este tempo, e invista nos itens adequados a ela. Bebês que nascem no verão não precisarão de mantas e cobertores pesados, por exemplo, por um bom tempo.

A quantidade de peças deve obedecer também a rotina de lavagem e secagem das roupas dentro da casa. Se já é um hábito deixar as roupas acumularem por um tempo antes de lavá-las ou passá-las, ou ainda se a casa situa-se em um local onde não bata sol diretamente e as peças costumam demorar a secar, é recomendável que se tenham mais peças de roupas, para não correr o risco de precisar de algo e não encontrar.

As peças que não devem faltar no enxoval de bebês que irão nascer no calor são: bodys e macacões de manga curta, calças sem pé, camisetas e chapéus para uso externo. O uso de protetor solar também é importante, mas só deve ser usado com a recomendação da pediatra. Mosquiteiros e repelentes também são fundamentais, já que a quantidade de insetos tende a aumentar em períodos mais quentes.

Mas não se engane achando que só porque é verão, ou porque você mora em uma região mais quente, que não irá precisar de peças mais quentinhas também. Como garantia, adicione ao enxoval macacões compridos, calças com pé, meias, toucas, luvas e mantas mais pesadas. Fique atento ao uso desta última na hora de dormir, pois os especialistas não recomendam devido ao risco de sufocamento. Prefira utilizá-las somente quando você estiver por perto, ou caso precise sair de casa num dia frio.

Os itens de higiene e os demais acessórios que o bebê precisará neste primeiro momento, independem de temperatura ou estação do ano. Há diversas listas disponíveis na internet e em lojas de produtos especializados para bebês que podem ajudar os pais de primeira viagem neste momento. Conversar com pessoas próximas e que já tiveram filhos também é aconselhável, para evitar a compra de produtos dispensáveis e o esquecimento de outros produtos indispensáveis para o cuidado com os pequenos.

Finalmente, é importante que os pais saiam para as compras dos produtos do enxoval de bebê com uma relação pré-definida do que desejam comprar. Isso evita que o deslumbramento causado pela imensa variedade de produtos disponíveis afete seu orçamento, que deve estar preparado para os futuros gastos que irão ocorrer com o bebê com o passar dos meses.